Limoncello Producao de Ana Luiza Nicodemo 2021 1 foto divulgacao

Agente de viagens produz ótimo limoncello caseiro

por Claudio Schapochnik

Conheço a Ana Luiza Nicodemo Bueno de Moraes há muitos anos, quando ela ainda trabalhava na área comercial da rede hoteleira estadunidense Best Western no Brasil. O escritório era na avenida Brigadeiro Luiz Antônio, pertinho da esquina desta com a avenida Paulista, em São Paulo. Quando eu a conheci era repórter da Panrotas. De lá pra cá muita coisa mudou na nossa vida, e a amizade continua. A Ana Luiza continua trabalhando com turismo na agência de viagens dela mas, como ela me disse numa entrevista por email, “com a pandemia e a queda no setor, resolvemos usar nossas habilidades fazendo algumas coisas como cozinhar e bordar”. O cozinhar é fazer cuscuz paulista e o bordar é com o ponto cruz. Acrescento outra atividade: fazer limoncello, o famoso licor de limão siciliano, do Sul da Itália. O cuscuz, a Ana Luiza faz em parceria com o marido, Gilberto, que tem formação no curso de chef de cozinha feito no Senac/SP nos anos 1990.

Ana Luiza Nicodemo e marido 2021 foto divulgacao
No alto as garrafas de limoncello caseiro fabricado pela Ana Luiza Nicodemo e, acima, ela com o marido, Gilberto (fotos divulgação)

Em relação à fabricação do limoncello, ela me contou que é “a partir de uma receita de um amigo, que mora na Itália. Não é muito clara a origem do licor, que é feito da casca do limão siciliano, e a preparação caseira continua sendo a preferida na Itália”.

“A receita que faço veio da Ilha de Capri, e faço a original sem adaptar nada”, disse a agente de viagens, paulistana do bairro de Perdizes e neta de italiano. O sobrenome Nicodemo é originário da região de Basilicata, no Sul da Itália.

“Fiz um litro do limoncello e distribuí para degustação, deixando um pouco pra mim, que adoro! Pronto, a partir dai comecei a receber pedidos para vender. Sucesso!”, recordou ela sobre como tudo começou.

Limoncello Producao de Ana Luiza Nicodemo 2021 2 foto divulgacao
O limoncello caseiro: receita é original da Ilha de Capri, na Itália

De acordo com a agente de viagens, a preparação leva 60 dias para concluir. Por isso há a necessidade de fazer a reserva do licor e aguardar “pelo menos por enquanto”, ela frisou. “Quando fica pronto, entro em contato com a pessoa para combinarmos a entrega.”

O limoncello da Ana Luiza é vendido em garrafas de 500 ml (R$ 60) e 750 ml (R$ 85). Ela já fez três produções e tudo foi vendido.

Ganhei uma garrafa dela para provar e, na minha opinião, adorei o limoncello. Já tive a oportunidade de tomar o famoso licor na mesma Ilha de Capri, de onde vem a receita que a Ana Luiza faz, e de trazer de lá uma garrafa muitos anos atrás. Não era artesanal.

O limoncello paulistano artesanal dela tem uma cor amarelinha bonita, é docinho e forte, pero no mucho, denso e possui um sabor do limão siciliano bastante presente. Adorei. Recomendo.

O CUSCUZ PAULISTA
Em relação ao cuscuz paulista, um dos ícones da culinária do Estado de São Paulo, é “uma história diferente”, contou a Ana Luiza. “O Gilberto sempre fez cuscuz para consumo em casa até o dia que fizemos uma reunião de amigos e começaram a solicitar encomendas. Pronto, começamos a vender”, lembrou ela.

“Adoramos o cuscuz paulista e fazemos de qualquer sabor. Nosso preferido é de camarão e de sardinha (o tradicional). O de camarão, o Gilberto acrescenta azeite de dendê e leite de coco o que dá um toque baiano que fica divino”, completou ela.

Cuscuz Paulista Producao de Ana Luiza Nicodemo 2021 3 foto divulgacao
O cuscuz paulista de camarão
Cuscuz Paulista Producao de Ana Luiza Nicodemo 2021 1 foto divulgacao
O cuscuz paulista tradicional, com sardinha

O cuscuz é vendido sempre sob encomenda. “Pode ser feito de um dia para o outro ou até no mesmo dia”, destacou a agente de viagens. O valor varia de acordo com o tamanho e o sabor, pois pode ser feito do tamanho desejado por quem encomenda.

O PONTO CRUZ
A Ana Luiza me disse que sempre gostou de trabalhos manuais. “Minha formação foi no Colégio Sion, de freiras, onde aprendemos desde pequena a bordar, costurar… E realmente, além de gostar bastante, tenho habilidade. Sempre bordei, fiz tricô, um pouco de crochê”, recordou ela.

“Sempre fiz os trabalhos para mim, para presente, e a venda começou quando minha enteada ficou grávida na pandemia. Com o turismo em baixa, comecei a bordar um lençol de criança e mostrei para uma prima, que a filha também estava grávida. Pronto! Minhas encomendas explodiram!”

Jogo americano bordado com ponto cruz

Segundo Ana Luiza, ela borda mais pronto cruz, mas “faço o que pedirem”. Em julho passado, “bordei um jogo americano que foi um sucesso, o que me gerou vários pedidos”.

Nos bordados de ponto cruz a venda também é somente via encomenda. “Não estou conseguindo deixar pronta entrega. Meus carros-chefes são toalhas de banho, rosto e lavabo, jogos americanos e toalhas de mesa.” O valor depende do tamanho e do tema do bordado.

SERVIÇO:
Ana Luiza Nicodemo B. de Moraes
Whats App: (11) 99226-5871
E-Mail: alnbdemoraes@gmail.com

Deixe uma resposta