Pós-pandemia: visite o Museu do Chocolate da Lindt

por Claudio Schapochnik_Köln/ALEMANHA

Hoje é domingo de Páscoa, e os cristãos presenteiam-se com, entre outros produtos, ovos de chocolate. Ainda mais para os chocólatras, faço a sugestão de uma viagem pós-pandemia de Covid-19 a Köln — Colônia, em português —, uma das maiores cidades da Alemanha, localizada no Noroeste do país no Estado da Renânia do Norte-Vestfália. Entre uma visita e outra às atrações locais, como a gigantesca catedral gótica, cujas torres têm 157 metros de altura, e um dos bares que servem a cerveja local, a Kölsch, com 4,4% a 5,2% de álcool e servida em copos longos de 200 ml, uma ida ao Schokoladen Museum Lindt é certeza de aprendizado e, sobretudo, de conhecer muitas gostosuras da icônica empresa suíça Lindt & Sprüngli AG, fundada em 1845. Amo os produtos da fabricante, e o meu favorito é o Lindor Milk. Infelizmente o local está fechado por causa do novo coronavírus.

No alto barras de chocolate à venda na loja do Museu do Chocolate Lindt e, acima, visitantes observam a produtos dos tabletes de chocolate no museu (fotos Claudio Schapochnik/Que Gostoso!)
Transparência total: dá para ver toda a produção dos chocolates no museu

O Museu do Chocolate fica numa construção moderna e toda de vidro à beira do rio Reno, uma das grandes artérias de água doce da Alemanha. Visitei a cidade rapidamente e, e naquela oportunidade, o museu em 2008. Esse museu deve entrar na lista para quem curte turismo culinário.

Além da parte museológica propriamente dita, no Museu do Chocolate você vê os funcionários produzirem o alimento que conquistou grande parte do mundo vindo do povo asteca, do México. A produção é pequena — cerca de 400 quilos de chocolate são processados lá por dia. Não há como não salivar. E o aroma no ar, então? Uma delícia.

Produtos na super loja da marca
Bandeja com tortas e bebidas no café do museu
A fachada da Catedral de Köln, Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco

No local há ainda uma super loja com os produtos da Lindt e uma cafeteria, a Chocolat Grand Café. Lá é possível comer vários tipos de doces — os alemães adoram comer um pedaço de torta com chá ou café lá pelas 16h, 17h — e outros tipos de bebidas.

Quando estive em Köln, visitei o museu antes ou depois de fazer um passeio de barco pelo rio Reno. Vale a pena.

Funcionária da fábrica do Museu do Chocolate Lindt
Barco de turismo no rio Reno
Eu, então com 38 anos, num barco de turismo no Reno

Por causa do câmbio atual, onde € 1 equivale a quase R$ 7, o ingresso do Museu do Chocolate tem um valor salgado: para adultos sai a € 12,50 durante a semana e € 13,50 no sábado e domingo. Para saber os tipos e os preços dos tours guiados, clique aqui.

Recomendo a visita a Köln e ao museu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s