Importadora cria Festival do Risotto em 3 cidades

Até o dia 31 de março de 2019, a Casa Flora Importadora, em parceria com clientes, realiza a primeira edição do Festival de Risotto com a marca italiana Paganini nas cidades de São Paulo, Santo André e Campinas. O evento reúne 17 restaurantes, onde o destaque é o risotto (foto acima meramente ilustrativa/risotto de bacalhau com confit de tomates e crispies/divulgacão Paganini) e a criatividade é do chef de cozinha de cada casa.

Cada restaurante participante apresenta uma receita e os clientes, além de desfrutar dos pratos, ganham um mimo – uma sacola Paganini com uma embalagem de arroz arbóreo de 500 gramas.

Confira os restaurantes que participam do festival: Café Journal, Alameda dos Anapurus, 1.121, Indianópolis; Di Cunto, Mooca Plaza Shopping; Filé, Avenida Lins de Vasconcelos, 1.515, Vila Deodoro; Fração Pizza, Rua dos Pinheiros, 464, Pinheiros; Josephine, Rua Jaques Félix, 253, Vila Nova Conceição; Kofi e Co., Rua Alexandre Dumas, 1.518, Santo Amaro; La Gloria Pizza Bar, Avenida Macuco, 685, Moema; Lar Bianco, Rua Ribeiro do Vale, 339, Brooklin Paulista; Mercearia ZN, Rua Casa Forte, 438, Jardim Franca; Novotel Berrini, Rua Henri Dunant, 792, Santo Amaro; Tartuferia Giaponese, Alameda Lorena, 1.892, Jardim Paulista; Tartuferia Lorena, Alameda Lorena, 1.906, Jardim Paulista; Tartuferia Morumbi, Morumbi Shopping; Tartuferia Oscar Freire, Rua Oscar Freire, 155, Jardim Paulista; Timo Cucina, Jardim Pamplona Shopping – todos em São Paulo; Portofino, Avenida Industrial, 600, Santo André/SP; e Cantina Fellini, Avenida Coronel Silva Teles, 514, Campinas /SP.

Peça promocional do evento (fotos reprodução do site http://www.paganinigastronomia.com.br)

Risotto de palmito (foto meramente ilustrativa/divulgacão Paganini)

HISTÓRIA DO PRATO
O risotto foi criado no século 16 em Milão (norte da Itália). Feito com os arrozes arbóreo, carnaroli e vialone nano, após dourar o arroz na gordura, acrescenta-se o caldo, e vai mexendo sempre com uma espátula, à medida que o líquido vai sendo absorvido.

Durante o cozimento, que dura 20 minutos em média, o risotto não pode ser deixado por nenhum minuto. A técnica no preparo é a mesma, a distinção está na criatividade na escolha dos ingredientes que compõe o caldo e os que se reúnem ao prato na finalização.

Pode-se criar risottos de quase tudo. No Piemonte (Turim e Milão), faz-se o risotto com os mais distintos ingredientes, desde trufas brancas à tinta de lula, dos requintados vinhos aos legumes da horta, do parmeggiano às frutas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s