Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 2

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente

por CLAUDIO SCHAPOCHNIK*

A Bio Pescados da Amazônia Jardins, na Alameda Lorena em São Paulo, é muito, muito mais que uma peixaria sustentável que vende cortes congelados de variados peixes da Amazônia e outros itens alimentícios da região Norte. Inaugurada em dezembro e de 2021, a casa serve deliciosos pratos à base desses peixes, grande parte desconhecida ou pouco conhecida por aqui no Sudeste.

As receitas são executadas pela chef paulista Karoline Caltran e pelo chef pernambucano Leandro Silva. A reportagem do QUE GOSTOSO! foi convidada e recentemente almoçou no local. A experiência culinária, em uma só palavra, foi espetacular. Que gostooooooso!

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 7
No alto, pedaço da tenra carne do tambaqui assado da Bio Pescados da Amazônia Jardins e, acima, prato com o peixe, risotto de baião de dois e farofa de banana da terra (fotos Claudio Schapochnik/Que Gostoso!)
Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 9
Peixaria também vende vários alimentos para comer e beber da Amazônia brasileira

Não tinha ideia da comida bastante gostosa que iria comer ao visitar a peixaria — uma peixaria bem diferente, pois os peixes vendidos são todos congelados e vêm de barco e depois de avião a uma distância, imagino, de cerca de 3.000 quilômetros. Entre as espécies estão tambaqui, pirarucu, filhote, tucunaré, surubim, traíra, dourada, curimatã, jaú, cubiu, piramutaba, babão, pirarara e zebra.

O bacana é que a Bio Pescados compra esses peixes acima citados, entre outros, capturados de forma artesanal por pescadores ribeirinhos que utilizam equipamentos apropriados e respeitam os períodos de defeso.

Fui recebido pelo sócio e diretor de Marketing da loja, Gustavo Pedrosa, um gentleman, e almocei com ele, a assessora de imprensa, Renata Rebesco, e o chef Renato Pires.

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 16
Porção de bolinhos de piracuí

O MENU
No salão, pequeno na largura e extenso no comprimento, há algumas mesas e um balcão, onde os clientes podem saborear os pratos. Lá estão ainda os freezers com os cortes dos peixes e prateleiras com produtos para comer e beber da Amazônia brasileira.

O cardápio reúne 11 opções de entradas. Lá estão desde unha (R$ 15 a unidade) e patinhas de caranguejo (R$ 19, seis unidades), passando pelo tacacá (R$ 35), até croquete de tambaqui (R$ 39, seis unidades) e espeto de pirarucu com vinagrete (R$ 35 a unidade).

O menu tem ainda sete pratos principais e dez acompanhamentos. Há, por exemplo, moqueca de filhote (R$ 75 para uma pessoa e R$ 128 para duas pessoas), filé de tambaqui grelhado (R$ 58) e risotto de camarão com jambu (R$ 59).

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 17
Além de mesas, peixaria também tem balcão para refeições

Há ainda, me disse Pedrosa, o menu executivo (entrada, principal e sobremesa) servido de segunda a sexta, “diferente a cada dia”. O menu à la carte nesses dias e também aos sábados e domingos está disponível.

“Meses atrás também servimos porções, como de ostras e mexilhões, sempre às sextas. Deveremos voltar a servi-las agora neste mês de agosto”, previu o diretor.

O ALMOÇO
No verdadeiro banquete amazônico, do qual tive o privilégio de participar, Pedrosa serviu, como entrada, o bolinho de piracuí (R$ 25, seis unidades); o ceviche de aruanã (R$ 45), 250 g de peixe marinado com tucupi e especiarias, acompanha chips de batata doce e banana da terra; e a sardinha da Amazônia frita (R$ 15), que vem com vinagrete da casa.

Como prato principal, foi servido a banda de tambaqui (R$ 195), assada e acompanhada de risotto de baião de dois, com feijão manteiguinha, bacon e queijo coalho, farofa de banana da terra e vinagrete da casa.

Como sobremesa, a casa ofereceu sorbet de açaí (R$ 11,90, 90 ml), de Belém. Para beber, foi servido suco de açaí com laranja (R$ 19, 420 ml) e tomei ainda água com gás (R$ 6).

A EXPERIÊNCIA
Antes da análise, vale destacar que a dupla de chefs da casa, Karoline e Silva, são muito talentosos.

O bolinho de piracuí é feito com farinha dessa espécie, novidade para mim, elaborada em Santarém, no Estado do Pará. A porção chegou bem quente à mesa. Adorei. Estava bem temperado e, quanto à consistência, lembrava o de bacalhau. Que gostooooooso!

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 10
Bolinhos de piracuí, bem dourados por fora e…
Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 11
…e cremosos por dentro

O ceviche de aruanã, outro peixe conheci, não é feito com o tradicional leite de tigre. Na marinada está o amazônico tucupi e especiarias. Gostei demais. Para acompanhar, preferi o chips de banana da terra, mais compacto, ao de batata doce, mais frágil. Que gostooooooso!

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 1
O ceviche de aruanã da casa
Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 14
Pedaços de aruanã sobre chips de banana da terra

Por fim, a sardinha da Amazônia foi uma deliciosa surpresa. Eu não como a sardinha de mar e quando vi o Pedrosa apresentando o prato resolvi provar. Não me arrependi de forma alguma. Basta tomar cuidado com os espinhos e pronto. É uma opção com cara de aperitivo, de happy hour.

As sardinhas chegaram ticadas, pequenos cortes superficiais, e bem fritinhas sem excesso de óleo. Comi com as mãos. Show. Que gostooooooso!

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 15
Travessa com sardinhas da Amazônia
Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 13
Close da sardinha da Amazônia

Em relação ao principal, uau… SENSA! No cardápio, a casa afirma que a banda de tambaqui assada serve de três a quatro pessoas com os acompanhamentos. Verdade. É muito bem servida.

A banda é um dos dois lados inteiro do tambaqui. Já conhecia o peixe pelas saborosas costeletas, que saboreei em Manaus anos atrás. De fato, essa parte é bastante saborosa e, nesse almoço, podendo provar outras partes do mesmo, constatei que talvez seja a espécie de preferência número um da Amazônia.

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 12
A banda de tambaqui assada quando chega à mesa

A carne do tambaqui se descolava facilmente dos ossos e estava muito, muito tenra. O tempero estava ótimo. Que gostooooooso! A pele por debaixo das escamas, que jamais tinha provado, estava uma delícia. Que gostooooooso! Imaginei a mesma frita, que deve parecer com um torresmo.

Sobre os acompanhamentos — risotto de baião de dois, com feijão manteiguinha, bacon e queijo coalho, farofa de banana da terra e vinagrete da casa —, todos harmonizaram bem com o tenro tambaqui assado.

O risotto estava para lá de ótimo, bem molhadinho. Adorei a adição do bacon, e o queijo coalho estava bem derretido. Que gostooooooso! A farofa de banana da terra… Original e com farinha amazônica (com grãos maiores). Adorei. Que gostooooooso!

Para terminar, o açaí veio apenas com uma pequena porção de granola de tapioca e ainda à parte. Portanto, esqueça aquelas coberturas de leite condensado, frutas, confeitos e tantas outras coisas que deixam os paraenses, em particular, e os amazônicos de um modo geral horrorizados na forma como aqui no Sudeste o açaí é comido. Faço parte dos puristas pero no mucho, pois gosto do açaí somente adoçado, de leve, e com guaraná.

Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente Foto Claudio Schapochnik Que Gostoso 8
Açaí servido com granola de tapioca à parte

O açaí da Bio Pescados vem de Belém. É levemente adoçado e servido gelado — minimamente adaptado ao gosto do paulista, pois o modo original amazônico (à temperatura ambiente, sem açúcar e para comer com peixe) grande parte do consumidor dessa parte do País, acredito, não iria gostar.

Comi o açaí com a granola e estava maravilhoso. Aprovado. Que gostooooooso!

De fato, a comida servida na Bio Pescados da Amazônia Jardins é excelente. Super recomendo. A dupla de chefs é muito boa e entrega bem ao público paulistano que, dessa forma, inicia com louvor a descoberta culinária da exuberante e rica culinária da Amazônia.

*O QUE GOSTOSO! almoçou a convite da Bio Pescados da Amazônia Jardins

SERVIÇO:
Bio Pescados da Amazônia Jardins
Alameda Lorena, 1.426, Jardim Paulista, São Paulo/SP
Horário: segunda a sábado, 8h às 20h; domingo, 10h às 16h
Instagram

Um comentário sobre “Tambaqui assado da Bio Pescados é excelente

Deixe uma resposta