4 passeios grátis e incríveis na Mantiqueira (SP)

4 passeios grátis e incríveis na Mantiqueira (SP)

por Claudio Schapochnik_Campos do Jordão, São Bento do Sapucaí e Santo Antônio do Pinhal/SP

Desde 2018, viajei várias vezes para três municípios na área da Serra da Mantiqueira paulista — Campos do Jordão, São Bento do Sapucaí e Santo Antônio do Pinhal. Motivo: sou fascinado pela natureza e pelo clima desta região, somado às boas e variadas opções de hospedagem, turismo culinário, restaurantes e atrações diversas. Sim, no inverno, a Mantiqueira fica mais charmosa pelas temperaturas baixas, no entanto viajar nas demais estações para conhecer os encantos de lá vale muito a pena.

Elaborei abaixo uma lista com quatro atrações, todas gratuitas, que você pode visitar (e aprender muito) e, em algumas delas, até comprar o que o estabelecimento exibe ou produz. Há um orquidário, dois lugares ligados ao artesanato e um da área de design de móveis.

Por causa da pandemia da Covid-19, vale a pena ligar antes para saber os dias e horários para programar direitinho a sua visita. Espero que você goste das dicas e as aproveite.

André Marx — Santo Antônio do Pinhal
Para quem gosta de design, a visita ao atelier e à loja do designer autodidata André Marx é um prato cheio. Fica na bucólica Estada do Lageado e não tem como errar: uma enorme placa amarela, com o nome do artista, indica o local no número 2.600.

Formado em física pela PUC-SP, André cultiva um gosto especial por ferramentas e madeira há muitos anos e isso, naturalmente, deu no que deu: o desenho e a produção totalmente artesanal de belíssimos objetos, como cadeiras, luminárias, aparadores, bancos, mesas e outros objetos.

No alto orquídea do Café com Orquídea e, acima, móveis desenhados e produzidos por André Marx (fotos Claudio Schapochnik/Que Gostoso!)
O designer começou a desenhar e a fabricar móveis em 1987

O atelier e a loja de André ficam dentro de uma propriedade com muitas árvores. Há estacionamento. No caminho até a loja, você vê as instalações onde ele transforma a madeira em lindas obras de arte para serem utilizadas.

A loja fica no térreo de sua casa. Lá estão expostas as obras dele, todas à venda, em meio a uma biblioteca e a bonitos quadros de autoria de seu pai, já falecido, o arquiteto e artista plástico Antônio Augusto Marx.

Bastante falante e também apaixonado por genealogia, André é um artista muito talentoso. Vale demais uma visita. Para mais informações: tel. (12) 3666-1523 e site.

Um dos modelos de luminárias de Marx
Cadeira assinada pelo artista
Exemplos de luminárias

Arte no Quilombo — São Bento do Sapucaí
Situado na zona rural da cidade, no Quilombo, o Arte no Quilombo é um grande galpão onde está exposto, e à venda, a linda produção dos mais de 70 artesãos deste bairro. Para alegria de quem visita, é um mundão de talento e criatividade envolvido na transformação da palha do milho e da bananeira em objetos decorativos.

Vista geral do Arte no Quilombo
Balanço feito com bambus
Flores de palha de milho

Lá dentro há uma verdadeira “explosão” de cores por meio de flores, ramalhetes e folhas, entre muitos outros artesanatos produzidas pelas sensíveis mãos dos artesãos.

Todas as obras têm o nome de quem as fez. Em relação à venda, grande parte do valor fica com o artesão e o restante fica para a manutenção do No Quilombo. Justo.

Os preços são bem acessíveis, e é praticamente impossível você sair de lá sem pelo menos uma lembrança. Imperdível. Para mais informações, clique aqui.

Outras flores de palha de minho
Enfeite para parede ou porta
Vaso de flores com palha de milho

Café com Orquídea — Santo Antônio do Pinhal
Como o nome denota, é um misto de orquidário, a atividade principal do estabelecimento, com um café que vende várias comidinhas e bebidas.

De propriedade de uma família com origens orientais, o lugar reúne várias espécies de orquídeas — uma mais linda que a outra — e também pequenos cactos e suculentas. Tudo está à venda e pode ser observado e fotografado numa boa. Há estacionamento.

Há muitas orquídeas no local…
…que também vende outros tipos de plantas, como chifres de veado
Cada orquídea uma beleza…
…e um formato

Lá o que mais me chamou a atenção foram algumas orquídeas que, ao bater os olhos, lembravam mais aquelas aranhas com enormes pernas. Um misto de surpresa e um pouco de medo.

O pessoal do Café com Orquídea é bem simpático e está pronto a dar qualquer explicação sobre as flores. Em relação ao café, não provei nada — o lugar foi a primeira visita depois do ótimo café da manhã que tomei na pousada. Motivo aceito, né? Rs…

Vá com o bateria do seu celular bem carregada, pois você vai fazer muitas fotos. Para mais informações, clique aqui.

Uma das espécies de orquídea que lembra uma aranha
Verde e vermelho
Formatos que encantam também
Área do Café com Orquídea onde estão outras plantas, como as suculentas
Que maravilha!

Mãostiqueiras — Campos do Jordão
É um projeto sócio-cultural muito, mas muito bacana. Basicamente, transforma a lã de ovelhas e carneiros criados na cidade, que antes eram jogadas fora após a tosquia, em peças de vestuário e decoração. Bravo para a idealizado do Mãostiqueiras, Juliana Müller Bastos.

As mulheres envolvidas na criação dos ovinos receberam conhecimento e, por meio de seu talento e sua criatividade, começaram a produzir peças que estão à venda no galpão onde fica a sede do projeto.

A decoração na entrada do galpão que abriga o projeto
A lã bruta, assim que é tosquiada de ovelhas e carneiros…
…depois de processada vira fios de vários tons

A visita por lá começa com uma pequena e super interessante apresentação de Juliana, ou outra pessoa do Mãostiqueiras, sobre o processo que a lã percorre desde quando está na pele do animal até quando vira um cachecol, por exemplo.

Depois é ver os diversos produtos artesanais para decorar e vestir. A vontade é de comprar muita coisa, dada à beleza dos trabalhos. Todos estão identificados com o nome da artesã que o fez, que recebe uma parte do valor. A outra parte serve para a manutenção do projeto. Justo.

As araucárias da Mantiqueira retratadas em um painel de lã
Há uma grande variedade de produtos no projeto
Capas de almofadas e coberturas de cama: tudo artesanal e com lã de ovinos

Há ainda a linha de higiene e beleza derivados da lanolina — gordura extraída do beneficiamento da lã, numa explicação bem curta —, elaborados pela parceira do projeto Casa da Ovelha, que fica no Rio Grande do Sul. O sabonete é maravilhoso.

A visita vale super a pena. Para mais informações, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s