Bala de gelatina Haribo faz 100 anos em dezembro

Bala de gelatina Haribo faz 100 anos em dezembro

No final deste ano, uma das marcas mundiais de doces mais conhecidas vai comemorar 100 anos. É a alemã Haribo – acrônimo de HAns RIegel BOnn, sendo as duas primeiras palavras do fundador e a terceira e última a da cidade onde a empresa foi fundada.

A trajetória da Haribo começou com Hans Riegel, um jovem confeiteiro que em 13 de dezembro de 1920, na cidade de Bonn, na Alemanha, iniciou seu próprio negócio no quintal de sua casa, investindo suas economias em uma sacola de açúcar e uma chaleira de cobre. No ano seguinte, ele se casou com Gertrud, que se tornou a primeira funcionária responsável pela entrega da produção diária. Pouco tempo depois, a empresa já tinha oito funcionários e Riegel lançou a primeira base para sucesso internacional da empresa: inspirado pelos ursos treinados nas feiras do século 19, ele inventou o urso dançarino – uma figura de urso feita de gelatina com sabores de fruta (foto acima/Alexas Fotos/Pixabay).

Como as máquinas modernas ainda não existiam, cada peça do produto era despejada nos moldes à mão, usando uma jarra. Apesar do extenso trabalho envolvido, a empresa já produzia cerca de 100 quilos de balas de gelatina todos os dias durante esse período. Atualmente, são produzidos 160 milhões de ursinhos diariamente em todo o mundo.

Em 1930, a empresa já empregava 160 pessoas e o edifício principal da atual fábrica de Bonn foi concluído entre 1930 e 1933. Antes da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), a empresa repousava sobre uma base sólida de médio porte, com cerca de 400 funcionários. Com a chegada da guerra, os negócios enfrentaram forte declínio, principalmente devido à escassez de matérias-primas. Na época, a Haribo produzia principalmente pastilhas de amônia e tosse, além de outros produtos considerados farmacêuticos. Em 1945 o fundador faleceu, deixando Gertrud a frente dos negócios. A reconstrução da empresa começou após o final do conflito, no mesmo ano, com apenas 30 funcionários. No ano seguinte, a segunda geração da família Riegel assumiu a administração da empresa com os filhos Hans e Paul aos 24 e 21 anos, respectivamente.

A embalagem da famosa (e deliciosa) bala de gelatina (foto divulgação)

Após a morte dos dois irmãos Paul e Hans, em 2009 e 2013, também respectivamente, a terceira mudança de geração se cumpriu: Hans Guido Riegel, filho de Paul, assumiu o comando da companhia. Sob sua liderança, em 2016, a empresa abriu a primeira fábrica fora da Europa, localizada no Brasil – em Bauru (SP). Uma fábrica está atualmente sendo planejada nos Estados Unidos, com previsão de abertura em 2022.

Atualmente, a sede da empresa fica em Grafschaft, no Estado da Renânia-Palatinado, no Noroeste da Alemanha. A Haribo possui 16 centros de produção, distribuídos por dez países, escritórios comerciais próprios em 26 países e exporta para mais de 100 deles em todo o mundo.

Segundo a empresa, “dois dos alicerces para o sucesso mundial são a inovação e adequação do portfólio para adaptar às diferentes preferências de cada país e, por isso, a gama de produtos da companhia em diferentes países não são idênticas”. Os franceses, por exemplo, preferem produtos de marshmallow como Chamallows e drageados como Dragibus. Na Inglaterra, a mistura colorida do Starmix é o número um entre os consumidores de diferentes idades. Na Escandinávia, as pessoas preferem produtos de alcaçuz. Os brasileiros preferem degustar balas de gelatina mais macias e doces.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s