Águas medicinais são destaque de Caxambu (MG)

por Claudio Schapochnik_Caxambu/MG

No Sul de Minas Gerais e distante cerca de 360 quilômetros de São Paulo, Caxambu tem destaque no cenário turístico nacional graças às águas comprovadamente medicinais que brotam do subsolo do município. Entre outros atrativos, Caxambu possui bons hotéis, como o tradicional Hotel União, e boa comida. Lugar ideal para passar férias, finais de semana e feriados prolongados.

O brasão da cidade

Ah, tem mais: Caxambu é vizinha de Baependi, cidade onde há dezenas de cachoeiras, como a de Itaúna. Portanto, dá pára combinar as duas cidades.

Uma das alamedas no Parque das Águas (fotos Claudio Schapochnik/Que Gostoso!)
Há muitas flores no Parque das Águas

Dá para andar bem tranquilo pelas ruas caxambuenses. Uma delícia para passear a qualquer hora do dia ou da noite.

O nome da cidade vem do tupi falado pelos índios cataguases, nativos do que é hoje a cidade. Significa “bolhas a ferver” ou “água que borbulha” (catã-mbu). No entanto, outra origem do nome combina duas palavras africanas – cacha (tambor) e mumbu (música), “que no século 19 designavam os instrumentos e a própria dança ou batuque dos escravos”, explica a Prefeitura Municipal de Caxambu.

Com origem no início do século 18, o município emancipou-se de Baependi em 16 de setembro de 1901. A descoberta das fontes – há uma discussão se foi no século 18 ou no 19 – deu um grande impulso à cidade.

Uma das 12 fones no Parque das Águas…
…adornada pelo coroa de Dom Pedro Segundo: “água mineral carbogasosa, bicarbonatada, fluoretada e radioativa. Indicada para problemas digestivos; dispepsia e digestões lentas, purifica o sistema hepato-renal. Não recomendada para gastrite”

MAIOR ATRATIVO
O Parque das Águas Dr. Lisandro Carneiro Guimarães é o ícone do turismo na cidade e o maior complexo hidromineral do mundo. Em um mesmo lugar há 12 tipos de fontes diferentes, com diversas propriedades medicinais.

O parque possui 210 mil m² de área. A visita é obrigatória. Além das fontes, todas liberadas para o consumo, há ainda lago com pedalinho, teleférico que vai ao Morro de Caxambu (1.090 m de altitude e a 186 m acima do parque), piscina, jardins e alamedas.

Para tomar a água das fontes, sugiro você levar uma garrafa pequena de plástico ou um copo de plástico. A entrada ao parque é paga, e o lugar fica aberto diariamente sempre das 7h às 18h.

A piscina de água que vem da fonte Mayrink nº 3 (água mineral carbogasosa, fluoretada e radioativa)
Um lago também faz parte das atrações do parque
Gansos, pássaros e patos convivem numa boa no lago e com os visitantes

Dentro do parque há uma pérola. É o Balneário Hidroterápico, de 1912, onde há vários tipos de tratamento – pagos a parte. Infelizmente, o prédio está fechado há alguns anos por causa da falta de manutenção e entre acusações da prefeitura e da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), proprietária do parque, que estão na justiça.

A entrada do prédio do balneário: fechado até quando?

Anos atrás, em minha primeira viagem a Caxambu, visitei e fiz um tratamento no Balneário Hidroterápico. O lugar é, como escrevi a cima, uma pérola. Lindo demais. Em estilo neoclássico, possui vitrais franceses e azulejos e pisos europeus, sobretudo de Portugal e da Inglaterra.

É urgente que o Balneário Hidroterápico seja reaberto, com as devidas pendências judiciais acertadas e a manutenção realizada. A população e os turistas não merecem esta situação lamentável.

Outro exemplo de flor no parque
Palavras de um sábio brasileiro
Espécie de orquídea

NO CENTRINHO
Em frente à entrada do Parque das Águas está outra área verde da cidade: a Praça 16 de Setembro. Lugar gostoso para descansar e ver o movimento local. No lugar funciona diariamente o Mercado de Artesanato, onde dá para comprar artesanato como cestaria, tapeçaria, bordados e suvenires, além de produtos alimentícios e bebidas.

Depois de passear na praça, siga pelas rua João Pinheiro e avenida Camilo Soares. Nestas vias estão concentradas opções de bares, lanchonetes, café e restaurantes, onde a comida mineira domina.

Há ainda o Museu Histórico e Genealógico de Caxambu (Rua José Carlos Levenhagen Mello, 78); a Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios (Praça Alfredo Pinto, s/n°), de 1906 em estilo gótico; e a Igreja Santa Isabel de Hungria (Rua Monsenhor João de Deus), de 1897.

Outras três fontes no parque
Os jardins do parque

“Tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, a Igreja Santa Isabel de Hungria tem estilo neogótico. A construção se iniciou em 1868, para cumprir uma promessa feita pela Princesa Isabel, por gratidão a uma cura alcançada, uma vez que esta era sua santa de devoção”, explica a Prefeitura Municipal de Caxambu.

Caxambu é isto e muito mais. Confira. Descubra. Vivencie.

Localização de Caxambu

O Que Gostoso! hospedou-se no Hotel União a convite da direção do empreendimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s