Navios da Ama Waterways tem mudanca nas refeicoes 2 foto divulgacao

Navios da Ama Waterways têm mudança nas refeições

Anúncios

por CLAUDIO SCHAPOCHNIK

A empresa de navegação fluvial Ama Waterways, que no Brasil é representada com exclusividade pela Velle Representações, voltou a navegar com 75% da ocupação em 22 dos 25 navios da frota neste segundo semestre de 2021. Para atender aos protocolos de prevenção à Covid-19, a companhia introduziu diversas mudanças, incluindo a forma de se servir no horário das refeições.

“Recomeçamos a navegar primeiro em Portugal em julho passado, depois na França; no Egito voltamos em setembro”, disse o diretor de Vendas para América Latina e Caribe da Ama Waterways, Carlos Herrero. “Estou no Brasil para, junto com a Velle, comunicar esta ótima notícia da nosso retorno ao mercado, visto que aqui é um importante emissor de turistas para os nossos roteiros”, emendou Herrero.

Ele e o diretor executivo da representação, Ricardo Alves, receberam a imprensa na semana passada em São Paulo para contar as novidades.

No alto, em imagem antes da pandemia, garçonete atende grupo de turistas na happy hour de navio da empresa (fotos divulgação) e, acima, Herrero e Alves (foto Claudio Schapochnik/Que Gostoso!)

Em relação às vacinas aceitas contra a Covid-19, a empresa disse que depende do itinerário do cruzeiro, pois o navio pode passar em um ou mais países e aí vale a regra daquelas nações. O que é certeza é que o viajante deve estar completamente imunizado. A temporada de 2021 vai até dezembro, e a temporada de 2022 começa meados de março. Até lá os protocolos de segurança e higiene podem ser revistos.

SEM BUFÊ
Segundo Alves o sistema de alimentação, que era o bufê self service antes da pandemia, agora é à la carte e com pequenas estações para os hóspedes se servirem.

“Quando a pessoa senta na mesa para uma das refeições, ele já é atendido pelo garçom e, caso queira mais, ele pode ir a uma dessas estações ou pedir para o garçom servi-lo”, disse o diretor da Velle.

“Mesmo com a pandemia, nossa gastronomia continua sendo um dos pilares da experiência nas viagens da Ama Waterways: temos grandes chefs e nossos alimentos são frescos, abastecidos em cada parada nos portos do roteiro”, destacou Herrero.

“A empresa foi convidada e é parte da La Confrérie de la Chaîne des Rôtisseurs, uma prestigiada sociedade gastronômica internacional dedicada à culinária requintada”, destacou Alves ainda no quesito da experiências culinária.

Um dos dois novos navios da companhia, o Ama Dahila, que navega no rio Nilo, no Egito — o outro é o Ama Siena, que atua na Europa (imagem/divulgação)

GASTRONOMIA: TUDO INCLUSO
A viagem num navio da companhia tem toda a alimentação e todas as bebidas inclusas no pacote.

Fazem parte quatro refeições diárias, pois além do café da manhã, almoço e jantar no restaurante principal há ainda uma happy hour (sempre das 18h às 19h); bebidas alcoólicas durante o almoço, o jantar e a happy hour, e um jantar no restaurante Chef´s Table (mediante reserva), com serviço de seis a oito pratos harmonizados com vinhos.

“A companhia permite também ao hóspede trazer bebidas de fora do navio e sem cobrar taxa de rolha”, assegurou Alves.

“Os navios da Ama Waterways são como um hotel flutuante, e as excursões terrestres também fazem parte do pacote, ou seja, não custam a mais, assim como o uso das bicicletas da embarcação nas paradas”, emendou ele.

Para outras informações sobre a gastronomia, clique aqui. Para quem quer saber mais sobre as viagens temáticas de vinhos, clique aqui.

Grupo de hóspedes de navio da Ama Waterways andando de bicicleta: uso está dentro do pacote (oto divulgação)

MEDIDAS NA PANDEMIA
No pré-cruzeiro, a companhia solicita ao turista que sete dias antes do embarque ele preencha do questionário de saúde para rastreamento de contato; faça o envio do cartão de vacinação e o teste de PCR. Antes do embarque, haverá a medição de temperatura.

A bordo, além das regras de alimentação já descritas acima, houve a redução do número de passageiros, para 75% da capacidade de cada navio, para facilitar o distanciamento social; a instalação de aparelhos de ar-condicionado de última geração para não haver a recirculação de ar entre as cabines; o uso de máscaras é obrigatório nas áreas comuns; e as malas, antes do embarque, passam por uma higienização.

Nos passeios terrestres, os sistemas pessoais de comentários Quiet Vox portáteis permitem que os hóspedes ouçam os guias à distância; o número de pessoas por tour foi diminuído; os turistas devem usar álcool em gel e fazer uso obrigatório de máscaras durante o deslocamento nos ônibus e carros da companhia.

Deixe uma resposta Cancelar resposta